X
Acesso aos Serviços

página / Institucional /CREA-BA

Revista 36

Data: 01/07/2011 Revista > Edição 36

A hora e a vez da mineração

 

Os números alcançados pelo setor de mineração ilustram a importância dessa atividade para o desenvolvimento do País: R$ 40 bilhões de movimentação/ano e um crescimento da ordem de 67% entre 2009 e 2010.
 
Os dados mostrados na matéria de capa da edição 36 da Revista Crea-BA deveriam ser suficientes para colocar a pesquisa mineral entre as prioridades de investimentos. Na Bahia, o movimento não é diferente e justifica-se no fato de que o estado ocupa o 5o lugar no ranking da produção nacional. Se por um lado temos um cenário positivo, que aponta para descobertas de novas jazidas, não podemos perder de vista o grau de sustentabilidade aplicado aos processos de exploração. Precisamos ir além da visão mercadológica. O aumento do número de postos de trabalho e da geração de renda deve estar atrelado ao respeito à legislação ambiental e aos marcos regulatórios. E, principalmente, deve estar acompanhado de uma série de políticas públicas focada em pesquisa e desenvolvimento. Apesar dos avanços, apenas 30% do território brasileiro está geologicamente mapeado. No campo profissional, apenas 20 novos engenheiros de minas, por exemplo, são formados anualmente no estado. Ou seja, a escassez de especialistas nessa área está entre os entraves a serem superados.
 
Outro ponto é ter uma infraestrutura capaz de atender à demanda de crescimento. Expansão sem logística não se sustenta. Não há espaço para amadorismo, e precisamos urgentemente converter esse potencial mineral em tecnologia de ponta.
 
Jonas Dantas
Presidente
 
COMPARTILHE ESTE CONTEÚDO

notícias

ver todas

revista

Revista 66

Edição 66 | 2019


outras edições