X
Acesso aos Serviços

Notícias / Crea-BA

Notícias

CreaJr realiza encontro empreendedor no Parque Tecnológico da Bahia

O evento trouxe empreendedores para compartilhar experiências com estudantes

12/12/2017

O CreaJr comemorou o dia do engenheiro de uma forma bem dinâmica. Os futuros profissionais de engenharia realizaram um evento no Parque Tecnológico da Bahia com o tema “Encontro com o Mercado, Startup, Inovação e Empreendedorismo: Um diferencial para o mercado” e trouxeram empreendedores da área que dividiram suas experiências e dificuldades em desenvolver e manter startups, além de quebrar paradigmas em relação à profissão, estimulando os estudantes que logo estarão no mercado de trabalho.

O destaque do encontro foi a forma descontraída como aconteceu, sem aquele padrão de palestra como na maioria dos eventos. Os alunos e convidados fizeram um bate-papo e se aprofundaram no mundo empreendedor. O CEO da Pastar, Matheus Ladeia, destacou que os engenheiros têm que quebrar o padrão engessado de técnica e agregar suas experiências de vida com a graduação. “Os estudantes precisam pensar fora da caixa e unir sua experiência de vida e bagagem histórica com a graduação para aplicar na profissão e fugirem do modelo quadrado”, observa.

Já o professor de engenharia e sócio-fundador da Implementar, Thomas Buck, trouxe a necessidade de gerir e motivar pessoas. “É importante saber lidar com pessoas. O empreendedor precisa saber selecionar pessoas e a todo tempo motivar. Um lema que esse profissional precisa levar para vida é: Não espere nada, não culpe ninguém e faça alguma coisa. Só dessa forma consegue se destacar na área”, concluiu.

Outro ponto muito discutido entre convidados e alunos foi o “porque” e “para que” dos empreendedores, ou seja, os motivos que levam cada um seguir sua jornada dentro do empreendedorismo. O diretor da 4i Engenharia, Túlio Cerviño, deu o seu recado: “Cada um tem que se apegar ao seu sonho, propósito e ter bem definido seu objetivo de vida. Independente da história de vida ou dificuldade cada um tem a vontade de fazer diferente deve prevalecer”.

Experimentações com o Mercado

As atividades do encontro no turno vespertino possibilitaram aos estudantes um contato maior com situações a serem enfrentadas no mercado de trabalho. As empresas 4i Engenharia, Maqhin Soluções Inovadoras e Kempetro Engenharia fizeram breves apresentações dos trabalhos realizados em suas instituições e distribuíram desafios para os estudantes presentes resolverem em grupos divididos por sorteio. As situações variaram entre desenvolver melhorias para aplicativos, resolução para uma empresa com navio extrator de areia e elaboração de projeto para controle de riscos em uma extração no polo petroquímico.

Os associados do CreaJR e estudantes universitários puderam experimentar a multidisciplinaridade presente na realidade das empresas e startups da área de engenharia, e enriquecer suas mentes e currículos com alguma experiência na solução de intercorrências reais no mercado de trabalho. “Quanto mais cedo isso é apresentado mais saudável é, pois adquirimos uma experiência que já vai nos ambientar melhor para dar prosseguimento a nossa carreira”, afirmou o estudante de engenharia mecânica da UFBA, Jaquison Assis engenharia mecânica da UFBA .

Para a estudante de engenharia química da UNIFACS, Rafaella Poppe, é necessária também uma aproximação maior das empresas desse tipo de iniciativa. “Foi excelente passar uma tarde com vários estudantes de múltiplas áreas da engenharia, e poder aplicar o que aprendemos em sala de aula em situações-problema reais. Desenvolve um tipo de raciocínio de engenhar de fato. As empresas deveriam investir em estar mais próximas de iniciativas como essa do CreaJr, pois incentiva a nós estudantes”.

O coordenador de projetos do CREAJr-BA, Yuri Dias, afirma que esse projeto foi pensado para suprir uma carência da vivência real do mercado de engenharia, para poder proporcionar um certo direcionamento para aqueles estudantes que ainda precisam se encontrar na área, e um piloto para mais ações semelhantes em nível estadual. “Por ser a primeira edição desse projeto inovador fizemos algumas pesquisas para ver se algum projeto semelhante era realizado dessa forma em algum lugar do Brasil, e não encontramos nada semelhante a essa nossa iniciativa piloto. Acreditamos que pode ser algo para um projeto muito maior em 2018, visando impactar todos os núcleos de todas as regiões da Bahia em que mais empresas participem e se aproximem, sugerindo novos desafios para estimular a inovação entre os universitários, além do empreeendedorismo”, concluiu. 

Fonte: CREA-BA

COMPARTILHE ESTE CONTEÚDO

notícias

ver todas

revista

Revista 59

Ediçâo 59 | 2018


outras edições